Livros - Publicado em 15.jan. 23

Tá, por onde eu começo? Talvez pelo óbvio: vocês precisam conhecer esse livro. Além de ser uma recomendação da equipe Lesbocine, é uma recomendação pessoal. Portanto venho através desta resenha INTIMAR você, leitora, a dar uma chance pra perfeição inestimável que é o livro da Leo Gumz. 

Vamos lá: você não precisa ter sido fã de uma girl band nos anos 2010 pra amar essa história, mas se você era, ou ainda é, prometo que o gostinho de ler “Apenas Para Garotas” vai ser ainda mais saboroso. O que acontece é o seguinte: “Apenas Para Garotas” é uma banda que teve seu término após uma das integrantes deixar o conjunto (sim, eu sei que ainda dói, perdoem o gatilho) e que, para a realização do sonho de todos os seus fãs, retornará para um último show a pedido de seu produtor, que se encontra doente e faz esse pedido como desejo final.

 

GIRLBAND REUNIDA

 

Até aí, bacana, né? Jill, Julie, Nichole e Sophia vão se reencontrar para montar uma apresentação de reunião da banda (eu sei que vocês também sonham com isso até hoje), só que tem um porém: Nichole e Sophia não superaram o término de seu relacionamento e não conseguem conviver em paz.

Ao mesmo tempo que não se suportam, há uma tensão e atração inexplicáveis entre Sophy e Nick, que conhecem uma a outra como ninguém. Ao longo da história, elas precisam reaprender a lidar com as pendências do término, as dores do passado e os problemas do presente. As protagonistas voltam a se encontrar nas linhas tortas da vida, e é encantador assistir a maneira como elas conseguem se adaptar aos percalços do destino que insiste em colocá-las juntas para enfrentar diversas situações. Não há como negar o magnetismo que há entre Nichole e Sophia, alternando entre o amor e o ódio, a atração e a repulsa, o saudosismo e o medo; e você vive essa escalada de emoções junto com as personagens.

 

“Posso ter perdido alguns passos seus, mas eu te amava antes e te amo agora”.

 

MUSICALIDADE E POESIA

 

Um adicional que conquista o coração dos leitores é o realismo da história; a forma como somos inseridos no universo da banda e recebemos até trechos de canções (um álbum completo) entre as composições do grupo. “Apenas Para Garotas” é um livro extremamente diegético, que te faz mergulhar na realidade das protagonistas e voltar para a época em que acompanhamos bandas femininas como Little Mix e Fifth Harmony. É um universo muito bem construído, que retrata com ricos detalhes o mundo da indústria musical, a vida de figuras públicas na Internet e descreve com muita delicadeza o que pode ser viver um relacionamento sendo uma celebridade mundialmente observada, principalmente com um relacionamento LGBT+. 

 

“E se depois de tudo

Eu puder te encontrar? 

As noites passam

E te espero querer voltar

Não dorme agora

Eu preciso te lembrar

O que pode ser

O que pode ser pra nós”.

 

A MENTE DE LEO GUMZ

 

A premissa do livro de Gumz me atraiu logo que bati os olhos nela. Não só porque eu adorava ler fanfics de girlbands quando mais nova, mas porque sabia que a autora saberia desenvolver esses elementos num contexto muito mais maduro e realista. “Apenas Para Garotas” é um acalento para quem sofreu com o fim das bandas pop que tanto fizeram sucesso em nossas juventudes, além de tratar com muita sensibilidade temas mais sérios como depressão, alcoolismo, câncer e luto, que são alguns dos gatilhos aos quais o leitor deve se atentar. Mas, se você se aventurar a conhecer o universo de APG, vai se deparar com uma linda história de amizade, paixão pela música, famílias que encontramos ao longo da vida, reencontros e o amor que pode ser fruto deles. 

 

“Você nunca vai ser uma estranha para mim porque ninguém muda tanto de um dia para outro, e nos conhecemos demais”. 

 

“Apenas Para Garotas” é a história que todes na comunidade deveriam conhecer. A delicadeza da autora, além da escrita poética que arranca suspiros de qualquer um, vai te levar numa jornada belíssima pelo romance na vida adulta, e principalmente no contexto da fama. A paixão construída entre as protagonistas é, com certeza, uma das mais cativantes histórias de amor que temos na literatura atualmente, e digo isso com muita tranquilidade.

Por fim, dou meus parabéns à Leo por essa história maravilhosa, e faço um último apelo para você, leitora, que dê uma chance para esse romance apaixonante que vai te fazer ver o amor com outros olhos. “Apenas Para Garotas” foi um dos maiores achados em toda minha carreira como redatora, e com certeza merece sua atenção. Leiam! Vocês definitivamente não vão se arrepender.





Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *