Notícias - Publicado em 01.mar. 22
[Atenção: este texto contém alguns spoilers do filme]

“Definitivamente, foi assim que interpretei isso”, conta a atriz.

Reprodução

As adaptações cinematográficas dos quadrinhos de Batman deram vida a alguns personagens deliciosamente diabólicos de maneiras épicas. Nas versões live-action de Selina Kyle tivemos Michelle Pfeiffer (Batman: O Retorno, de 1992), Anne Hathaway (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, de 2012) e Camren Bicondova (série Gotham de 2014-2019). Em Batman (2022), a feroz e icônica Mulher-Gato não é diferente.

Embora a antagonista de Gotham tenha revelado sua bissexualidade nas HQs – na edição “Catwoman #39” de 2015 –, os filmes a retratam como uma mulher heterossexual que sempre cobiça Bruce Wayne. Agora, em Batman, vemos um leve aceno para a Mulher-Gato ser um membro da comunidade LGBTQIA +. Ênfase no ‘leve’, embora.

Em uma cena, Selina Kyle (Zoë Kravitz) entra em seu apartamento em busca de sua companheira Anika, e enquanto a procura, ela a chama de “bebê”, aparentemente implicando que o relacionamento delas é mais do que platônico.

Mas em outras cenas ao longo do filme, ela brinca com Batman/Bruce (Robert Pattinson) e Anika é simplesmente chamada de “amiga” de Selina. Então, a Mulher-Gato é bissexual neste universo ou não?

O editor Matt Galea do site Pedestrian.tv sentiu que era necessário perguntar a Zoë e ao diretor do longa, Matt Reeves, se esse potencial aceno para a sexualidade de Selina foi intencional ou se é apenas uma ilusão.

E, de acordo com Zoë, sua interpretação foi correta.

“Definitivamente, foi assim que interpretei isso, que elas tinham algum tipo de relacionamento romântico”

Reprodução

Quando expressou o quanto estava feliz por finalmente ver a Mulher-Gato retratada como uma mulher bissexual no universo cinematográfico, Zoë assentiu enfaticamente e disse: “Concordo!”

Em uma entrevista separada Matt Galea fez a mesma pergunta a Reeves e o que ele tinha a dizer:

“[O filme é] muito fiel à personagem de Selina Kyle. Ela ainda não é a Mulher-Gato, mas todos os elementos de como ela vai se tornar a Mulher-Gato estão lá.”

“E em termos de seu relacionamento com Anika, falei com Zoë muito cedo e uma das coisas que ela disse que eu amei foi: ‘Ela é atraída por cães de rua porque ela era uma desgarrada e então ela realmente quer cuidar deles. Porque ela não quer mais ser assim e Anika é uma perdida e ela a ama. Ela realmente representa essa conexão que ela tem com sua mãe que ela perdeu, que era mais uma desvirtuosa”.

Ele acrescentou:

“Então, não acho que pretendíamos ir diretamente dessa maneira, mas você pode interpretar assim, com certeza. Ela tem uma intimidade com essa personagem e é um cuidado tremendo e profundo, mais do que uma coisa sexual, era para haver um relacionamento bastante íntimo entre elas.”

Vale lembrar que em novembro de 2021, saíram infos onde Zoë já insinuava que sua personagem tinha vibes bissexual.

Batman estreia nesta quinta-feira, 03, nos cinemas.

Matéria editada da nota Pedestrian.tv para melhor entendimento.

Fonte: aqui.





Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.