Notícias - Publicado em 18.fev. 22

4 temporadas, 53 prêmios, 4 mulheres roteiristas, incontáveis mortes, reviravoltas sem fim. É assim que começa o vídeo promocional com as protagonistas e elenco comentando dos bastidores de Killing Eve. O começo do fim de uma das série mais populares da atualidade.

O site DEADLINE publicou um vídeo de Killing Eve que mostra as protagonistas Sandra Oh e Jodie Comer, elenco e roteiristas dando adeus à série.

“É agridoce filmar a temporada final, mas também acredito muito em deixar algo enquanto é bom”, diz Comer na retrospectiva. E Oh completou “Foi um tremendo presente poder, enquanto mudo como pessoa, colocar isso em trabalho”.

O vídeo também foi publicado nas redes sociais da série.

Já para Parade Magazine, Sandra e Jodie refletiram sobre o impacto da série em suas vidas.

Jodie Comer_Sandra Oh-FTR

Paola Kudacki/BBCA

Um dos programas mais badalados da TV começou em um escritório minúsculo e escassamente decorado em Burbank, Califórnia. Foi lá que as co-estrelas de Killing Eve, Sandra Oh e Jodie Comer, se conheceram pela primeira vez, voltando à 2017:

“Lembro-me exatamente! A sala estava completamente vazia e do tamanho de um quarto de criança pequena. [Comer] entrou com uma mala de rodinhas parecendo um pouco perdida. Eu disse, ‘Oh, você deve ser Jodie!’” Relembra Oh.

Oh já havia assinado para a série, e agora Comer, uma jovem britânica que acabara de chegar de Barcelona a Los Angeles, estava se preparando para os testes. As duas se amontoaram na frente de um laptop próximo, fizeram uma videoconferência com os produtores de Londres e leram algumas cenas importantes juntas.

Comer conseguiu o emprego duas semanas depois. “Sandra era tão calorosa e generosa”, lembra ela. “Eu saí me sentindo como se tivesse feito esse incrível workshop de atuação. Tipo, o que tivemos juntas foi tão bom.” Ou como Oh acrescenta: “Houve química”.

Reprodução

Essa conexão entre as duas estrelas ajudou a tornar Killing Eve um sucesso internacional compulsivamente “assistível” e vencedora de Emmy. Uma saga de gato-e-rato, a série narra uma oficial de inteligência britânica, Eve Polastri (Oh), e sua busca por uma assassina russa psicopata que atende pelo nome de Villanelle (Comer). Elas acabam desenvolvendo uma perigosa obsessão mútua e, no final da terceira temporada, prometem seguir caminhos separados.

“É realmente um retrato de duas mulheres tentando ser inteiras”, diz Oh.“E ao longo do caminho elas descobrem que tentar ser inteiro tem algo a ver um com o outro.”

Para a quarta temporada, elas comentam sobre suas personagens; “Eve mudou ativamente”, diz Sandra, enquanto Comer diz “(…) ela está desesperada para provar que as pessoas estão erradas.”

Oh relembrou quando o programa estreou na primavera de 2018, no auge do movimento #TimesUp, “havia uma abertura na indústria para histórias sobre mulheres”, diz ela. “Foi um grande momento para nós.” De fato, a série apresentava uma perspectiva feminina de cima para baixo, já que diferentes mulheres estavam comandando o show nos bastidores – incluindo Phoebe Waller-Bridge, a criadora e estrela de outra série de sucesso premiada, Fleabag, e Emerald Fennell, que iria para escrever e dirigir o filme vencedor do Oscar Promising Young Woman. PS.: Ambas aparecem no vídeo comentado acima.

Eve decolou às pressas, com críticos e fãs se reunindo para pegar seu giro de dinamite em um gênero tradicionalmente macho-alfa. As classificações cresciam a cada episódio, o que nenhuma série de televisão havia alcançado em mais de uma década. Comer ganhou um Emmy de Melhor Atriz em Série Dramática em 2019; Oh foi indicada ao Emmy e em 2019 apresentou o Saturday Night Live – apenas a terceira mulher asiática a fazê-lo em sua história – e fez história como a primeira pessoa asiática a apresentar o Globo de Ouro (com Andy Samberg ). Oh ganhou um Globo de Ouro de Melhor Atriz por Killing Eve no mesmo ano (assim como um SAG Award de Atriz Feminina em Série Dramática).

Para os episódios finais de Killing Eve, elas filmaram em Londres, Berlim e Espanha. “Estávamos muito conscientes de que estávamos filmando a temporada final e abordamos com muito cuidado e de coração aberto”, diz Oh“E eu tenho que dizer, parte do processo foi eu tentando deixar pra lá.”

Fonte: DEADLINE

Fonte: PARADE

 





Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.